Janeiro, começamos novamente.


Começou o ano com aquele jeito manso e quente. Continuo no pique de renovação e arrumação. Hora de "lavar a escadaria" - na verdade comecei no fim do ano passado mas continuo no pique. Leia-se lavar a escadaria mas é a limpeza de casa, do corpo, dos excessos. Comecei a ler livro novo e resolvi fazer tudo que descansa minha mente: meditar, ver série do Netflix, jardinar, bordar, dormir e controlar o uso de celular. Daqui a alguns dias vou colocar a cabeça no mar e aí sim, novinha para os recomeços.



Da cozinha tem saído pães e saladas ou complementos para pratos rápidos e frios. Não sou uma pessoa do calor. Gosto se estiver na praia, na água. Nessas horas percebo a força de um DNA... húngaro. Aliás, ganhei um livro e comprei outro de um dos meus chefs favoritos: Yotam Ottolenghi. Tudo a ver com meu DNA também...

Acompanho o trabalho do Ottolenghi há anos, quando um amigo me apresentou dizendo que tinha tudo a ver com o meu jeito de cozinhar. Um grande elogio! Admiro demais seu trabalho e sim, me identifico muito. É tudo que gosto de comer e cozinhar: comida fresca, muitos vegetais, especiarias, azeite, iogurte, melasso de romã, pimentas, iogurte, e ervas. Tudo muito simples e fresco.


Fiz uma salada para nosso réveillon (foto ao lado), inspirada no livro, com berinjelas assadas, picantes e um molho de alho negro. Amei! Entrou para o cardápio de eventos.

Coloquei folhas variadas, ervas, temperadas com azeite e vinagre, as berinjelas assadas e depois salteadas com alho, coentro em grão e pimenta dedo de moça bem fininha e o molho com base de iogurte e alho negro. E nozes picadas. Salada de festa! Alho negro foi um ingrediente que conheci há alguns anos e sou completamente apaixonada. Costumo comprar aqui.

Na foto, a salada está ao lado do Babaganouche da Valéria e Arroz com lentilhas e cebolas queimadas da Livia. Adoro essas mesas coletivas de festa, cada um contribui com seu prato e a mesa fica sempre linda, combinando os sabores e cores, se complementando.


Mas a receita que vou dar é de outra salada, que fiz para outra mesa coletiva. Um almoço de boas vindas do ano com dois casais que adoro de paixão e passamos boa parte dos dias da vida, nós seis, em volta de uma mesa. Comendo, rindo, con-vivendo. Cozinhando também, claro.

Estava muito quente, as opções deveriam ser frias... geladas!


Levei uma Salada caprichada e um Gazpacho. E vou compartilhar as receitas aqui. A salada eu adaptei de um dos livros do Ottolenghi e você não só pode como deve fazer tuas adaptações também.

Já o Gazpacho é uma receita antiga da minha avó. E amo! Tem gosto de infância pois cresci comendo ela nos verões da minha vida. Há quem ache que o Gazpacho, a famosa sopa fria espanhola, seja apenas uma salada de tomates, pepino e pimentão batida no liquidificador. Nananinanão! De origem e influência árabe, Gazpacho é o prato mais famoso da Espanha, depois da Paella. Algumas variações, claro, mas a base sempre deve ser de tomates e se não tiver pão embebido no azeite, não é Gazpacho.

Essa receita, vinda da minha avó, tem o toque dela: especiarias, especialmente o Kummel, que ela colocava em tudo. E páprica, claro. Passou pelas mãos de uma húngara, ganhou páprica. Acho interessante também usar a cebola com casca. E como eu amo coentro, servi com folhas salpicadas por cima. Ah, também gosto de usar iogurte no lugar da maionese... Minha avó acharia ridículo mas eu gosto. ;)


Gazpacho


6 tomates

1/2 pepino, grande

1 pimentão vermelho, grande

1 dente de alho

1/2 cebola, grande e com casca

3 fatias de pão de forma

5 colheres (sopa) de vinagre de vinho branco

1 colher (sopa) de açúcar

5 colheres (sopa) de azeite

1 colher (sopa) de farinha de rosca

1 colher (café) de estragão

1 colher (café) de kummel

1 colher (café) de paprica picante

2 colheres (sopa) de salsinha picada

500ml de caldo de legumes,

1 colher (sopa) de maionese ou iogurte (ou os dois)

sal e pimenta do reino, ao gosto

Folhas de coentro, pepino picado, tomate picado, croûtons, etc (opcional)


Separe todos os ingredientes como pedidos na receita.


Coloque os pães numa tigela, cubra com azeite, vinagre, açúcar, estragão, kummel e paprica.


Prepare o caldo de legumes e deixe esfriar.


Bata no liquidificador: tomates, pepino, pimentão, cebola, salsinha, alho e caldo. Junte a farinha de rosca e os pães embebidos. Por último, a maionese e iogurte. Deixe pelo menos 4 horas na geladeira antes de servir.


Sirva com legumes picados ou folhas de coentro ou croûtons por cima.




Salada de repolho roxo, maça e avelãs


1/2 repolho roxo, cortado finamente

50g de avelãs

2 maçãs verdes, cortadas finamente

1/2 cebola roxa, cortada finamente

1/4 de xícara de dill fresco, picado

100g de damascos secos ou passas sem caroço, pequenas, amarelas ou pretas

120ml de iogurte

suco de 1 limão siciliano

1/2 xícara de maionese caseira

sal e pimenta do reino


Separe os ingredientes como pedidos. As maçãs devem ser cortadas ao meio, e depois em meia lua. Cada meia lua, em três.


Comece preparando a maionese. A maionese é fácil de fazer e deve ser usada na hora, bem fresca. Veja a receita abaixo.


Coloque as avelãs numa assadeira e leve ao forno para assar por cerca de 10 minutos, 180ºC. Mas fique de olho para não queimar. A pele deve ficar escura para poder descascar. Deixe esfriar um pouco e esfregue que as cascas sairão facilmente. Se sobrar um pouco de casca, não tem problema, é até melhor.


Coloque os ingredientes numa tijela e misture bem. Leve à geladeira por um tempiho antes de servir.





Para a maionese


1 cebola pequena, picada

1 gema de ovo

2 colheres (sopa) de mostarda Dijon

1 colher (chá) de mel

1 colher (sopa) de vinagre de maçã

160ml de óleo de girassol

sal


Coloque a cebola, gema, mostarda, mel, vinagre e sal no processador ou liquidificador. Vá juntando aos poucos, enquanto bate, o óleo num fio contínuo até emulsificar e ficar com a consistência firme. Deixe descansar na geladeira por uns 20 minutos para usar.




#saladascoloridas #organicfood #alhonegro #gazpacho #comidadeverdade #ottolenghiinspiration #comedoriaroji #rojieventos #coldfood #coleslow #coldsoup #summerfood #maionesecaseira #thaisroji #comidadeverdade