• Thais Roji

O oceano e eu

Atualizado: 1 de Mar de 2019



Foto do site NOOA (National Ocean Service)

Há uns meses assisti no Netflix o filme A Plastic Ocean. Me impactou demais.

Se por um lado não tenho conseguido assistir nenhuma notícia de política nacional, por outro, a consciência de como está nosso planeta e quais são as perspectivas do futuro, me interessa.


Os dados estão aí, em todos os lugares. Se a gente não mudar a maneira de consumir, se não parar de usar plástico da forma que usamos, as consequências serão - e já são - avassaladoras. Mas ninguém quer ver... e o que não vemos, o coração não sente.


Pequenas grandes mudanças fazem muita diferença. O consumo de cada um, faz muita diferença. Já era tempo que isso era discurso de uma minoria. E enquanto não vira um política pública, para educar e conscientizar em larga escala, dá para fazer um pouco nas atitudes individuais.


Estou sempre atrás de mudanças que podem amenizar esse impacto e quis escrever sobre isso porque acho que todo mundo tem que parar um pouco para refletir. Acho que a maioria não se deu conta da gravidade do assunto. Percebo no dia a dia isso... as pessoas ficam surpresas por eu carregar uma caneca de ágata na bolsa, ou eu fico surpresa quando estou em festa de amigos - conscientes, amados e queridos mas que acham normal usar descartáveis de plástico que provavelmente serão usados uma única vez.

Não estou querendo fazer o discurso e apontar o dedo... longe de mim! Só estou divagando sobre o assunto e propondo que cada um repense o que de fato pode mudar sobre essa questão.

  • Há anos eu uso copo coletor e adoro por várias razões;

  • Não usava mais canudo, simplesmente recusava. Mas o momento água de coco era complicado, Hoje em dia tenho alguns canudos de inox na bolsa;

  • Levo sempre minha caneca na bolsa. Não uso mais copo descartável nos lugares;

  • Levo sempre minha garrafa de água na bolsa e passei a notar quantos bebedouros existem à nossa volta!;

  • Evito ao máximo as sacolas de plástico, tenho sacolas retornáveis no carro e uso caixa de papelão;

  • Substitui o cotonete de plástico pelo de bambú (eu sei, não devia usar cotonete mas não consigo evitar);

  • Procuro comprar itens com menos embalagens, esse é um ponto de escolha na hora de comprar alguma coisa;

  • Recuso o bando de papelzinho de máquina de pagamento de débito/crédito;

  • Uso faturas digitais de telefone, cartão e banco;

  • Na hora de pesar frutas e legumes no sacolão, não uso saquinho, peso solto mesmo;

  • Tenho uma composteira de caixa, reduzindo muito o descarte de lixo orgânico;

  • Devagarzinho tenho usado cosméticos artesanais, feitos com ingredientes naturais: sabonete, creme, pasta de dente, desodorante (eu mesma faço);


Essas são algumas coisas que a Guilia vende na Ecofeira, todo domingo aqui na Granja. Já provei grande parte dos produtos e adoro! Os sabonetes são maravilhosos! Uso há mais de um ano.

  • Tenho procurado ter um guarda roupa pequeno, sem excessos. O meu e o das crianças. Comprar só o necessário, de verdade. E tenho doado e ganho muita roupa das amigas! Isso é muito legal;

  • Tenho substituído os potes de plastico para armazenar comida por potes de vidro, na cozinha;

  • Me depilo em casa, com lâmina e cuido das minhas unhas sozinha, sem usar esmalte;

  • Passei a fazer o sabão para lavar as roupas e tenho adorado! A receita eu peguei da Cristal Muniz. Aliás vou colocar o vídeo dela aqui e recomendo demais uma visita no blog: Um ano sem lixo. Além do blog e canal no Youtube, a Cristal fez um livro sobre esse tema. Muito legal mesmo! Tenho usado esse sabão e tem funcionado. Roupas limpas e cheirosas. Coloco óleo essencial de laranja e dependendo da roupa, uso junto vinagre para a limpeza e maciez. Amaciante, não, não uso! E ele ainda serve para limpar a casa.


Trabalho para fazer seu próprio sabão liquido? Nenhum! Ralar o sabão é rápido e fácil, depois é só misturar na proporção certa.

Essa foi a listinha que me veio à cabeça. Não acho que faço o bastante. Só tenho minha atenção ligada para tentar cada vez produzir menos lixo, consumir menos plástico, consumir menos, enfim. Existem vários movimentos no mundo inteiro sobre o assunto e acho interessante a gente conhecer e trocar por aí.



Levando essa temática para a cozinha, tenho exercitado o controle na hora das compras. Não piro em comprar roupa, sapato, etc. mas uma feira, uma cerealista... é duro. Então, antes de achar que preciso passar no mercado para fazer o almoço, me ligo nas lentilhas que comprei no mês passado, nos legumes que tenho na geladeira, enfim! Usar o que tenho na despensa, na geladeira, usar a criatividade. Não quero armário cheio de roupas que não uso e muito menos despensa ou geladeira cheia de coisas. E foi assim que surgiu essa salada de lentilhas germinadas. E acompanhou bem a massa ao pesto com tomatinhos. A receita do pesto vc vê aqui.


A da salada, aqui embaixo. Se não tiver paciência para a germinação (que leva uns 3 dias para rolar), deixe de molho e cozinhe rapidamente para os grãos ficarem bem durinhos. Não é a mesma coisa... mas tá valendo!





Salada de lentilhas germinadas


2 xícaras de lentilhas germinadas (usei a rosa mas pode ser qualquer uma)

Tomatinhos cereja (usei 1/4 de xícara porque era o que tinha mas podia ser mais)

broto de beterraba (eu tinha na geladeira mas pode ser o de feijão ou alfafa)

2 colheres (sopa) de azeite extra virgem

1 colher (sopa) de aceto balsâmico

2 colheres de sopa de molho de tamarindo

1 colher (sopa) de açúcar

1 colher (sopa) de gergelim

sal e pimenta do reino, ao gosto


O processo de germinação leva tempo mas é demais! Toda semente contém mais nutrientes do que a própria planta que ela vai ser tornar. O broto de uma planta é o processo inicial da germinação. Para iniciar, coloque as lentilhas de molho por cerca de 12 horas. Use água boa, de beber! Depois escorra a água e mantenha num vidro grande, lavando de vez em quando. Coloco o voil ou gaze por cima para proteger de bichinhos. Como está muito quente, mantive na geladeira por mais dois dias. Sempre lavando e escorrendo a água. Na dúvida, veja esse vídeo aqui, bem didático.


Para fazer a salada, lave e corte os tomatinhos ao meio. Lave os brotos. Misture os ingredientes do molho e por último, a lentilha. Não é preciso cozinhar, as lentilhas ficam deliciosas e crocantes. Não coloquei mas frutas secas e salsinha picada ficam ótimas!


#saladadelentilhas #lentilhasgerminadas #aplasticocean #comidadeverdade #rojiblog #sprout #umanosemlixo #Cristalmuniz #joutjout #sabaofeitoemcasa #sustentabilidade #sabãodecoco #noplastic #savetheocean #organicfood #lentilharosa #sproutsalad #cosmeticonatural #litsasaboaria #ecofeiragranjavianna

103 visualizações